Translate this Page

Rating: 3.0/5 (472 votos)




ONLINE
1




Bate-Papo IPCO

  


Get your own Chat Box! Go Large!

 


Nosso Blog

Leia, siga, comente e seja abençoado.

Pastor Sérgio

  

 

 


Total de visitas: 88964
 
Gênesis 38 - Judá e Tamar

Gênesis 38 - Judá e Tamar

 

 
Pastor Ailton Soares

 

Judá, aquele que vendeu José, seu irmão, aos ismaelitas. Saiu de perto da família, provavelmente envolvido em sua culpa.
Tamar era a viúva de seu filho rebelde. Ela já se casara de novo, com o seguundo filho, que em sua rebeldia, negara-se a dar semente ao seu irmão falecido. Este era um costume, inserido na  Lei do Levirato, que instituia que um irmão deveria casar-se com a esposa do irmão falecido,  restituindo filho para manter o nome do irmão. O filho era criado sobre o nome do irmão como se filho dele fora.
Dois filhos de Judá já morrera, em decorrência de sua rebeldia. Provavelmente Judá acreditava que houvesse uma maldição sobre sua nora Tamar, assim, ele deixou o tempo passar, o outro filho cresceu, se fez homem, mas Judá, temendo perder outro filho não o entregou em casamento.
 Quando o tempo passa, o problema não se resolve sozinho, gera novos problemas.  Costume do deus Astarote, segundo conta-se este deus comia cabras vivas, daí alguns pregadores atribuir a promessa de voltar com a cabra, o que para nós pode ser também aceito que era uma espécie de pagamento pelo serviço prestado por aquela mulher.      
Devido seus próprios pecados, Judá não percebia seus erros, já vendera o irmão e agora   encontra- se com uma prostituta cultual. Na verdade, a própria nora, que se utiliza de um artifício estranho, para entrar de posse da benção. Ao disfarçar-se em Prostituta Cultual, ela passava desapercebida. Nos cultos de fertilidade, onde acreditava-se que a colheita e os rebanhos eram aumentados pelo contato ritual com as prostitutas de certas deusas pagãs como Aserá, Asterote e Anate. As mulheres tinham seus rostos cobertos  durante o ato criando assim a ilusão de que eram a própria deusa do templo. Ao ser informado do pecado da nora, manda que ela seja executada pela Lei. Ali acabaria seu problema, se por acaso fingir que o primeiro não existiria  o segundo.       
Agora com esta sentença acabava seu problema. A Lei que vale para uns, não vale para os  outros.                        
          
Tamar era cananeia, mas ouviu falar da benção que estava na  vida do sogro, era a Promessa de Deus feita a Abraão.                                                       
Deus a escolhera por esposa do primogênito de Judá. Agora ela arrisca a vida para fazer parte da Promessa.                         
Quando foi descoberta, ela não discutiu, apenas   guardara consigo o símbolo da que  do pecado de Judá.   
Tamar é um exemplo de  luta para receber a  vitória. Ao perceber que não ia recebera benção, ela optou pelo cabeça da linhagem.     
Assim, teve seus dois filhos, que vieram  debaixo  da promessa. Ela recebeu em si a   Promessa: Seria mãe de uma grande nação.    
Tamar foi para cima da promessa.
 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net